Choose your language

Notícias

Empresas levam 200 dias até descobrirem que foram hackeadas

Companhias precisam estabelecer uma visão holística de segurança para serem mais ágeis na detecção e resposta de ameaças, defende Cisco

 

As empresas precisam mais agilidade na detecção e resposta aos ataques hackers, adverte a Cisco. A gigante de redes divulgou o relatório global Midyear Security Report 2015, no qual defende que uma postura proativa é fundamental para minimizar as consequências de ameaças cada vez mais sofisticados.


De acordo com a fabricante, as companhias levam cerca de 200 dias até identificarem que foram invadidas. "É preciso criar uma visão holística e integral dos projetos”, sentencia Marcelo Bezerra, líder de engenharia na provedora para a América Latina, sugerindo uma abordagem que busque visibilidade, avalie contextos e aplique inteligência nas ações orientadas à proteção.

 

A ideia é identificar métodos e ferramentas que preencham lacunas e brechas, construindo um ambiente de segurança que entenda os negócios e contemple toda a cadeia de suprimento onde uma companhia atua.

 

Na visão do executivo, há uma grande quantidade de servidores vulneráveis no Brasil. “Existe um erro comum, que é subestimar os adversário”, comenta. “Ainda temos a ideia do hacker adolescente. Hoje, há toda uma indústria voltada à invasão de sistemas e roubo de dados, tão lucrativa quanto ao tráfico de drogas”.

 

Segundo o gerente, o cibercrime movimenta entre US$ 450 bilhões e US$ 1 trilhão por ano, só nos Estados Unidos. Justamente por isso, trata-se de uma indústria que inova constantemente para não se tornar obsoleta.

 


FONTE: //empresas-levam-200-dias-ate-descobrirem-que-foram-hackeadas

 

it-sa Brasil

Local

Espaço Transatlântico - São Paulo, Brasil

Data

13 e 14 de Setembro, 2016
Horário: 8h30 às 18h

it-sa Brasil

Ponto de encontro ideal para profissionais de Tecnologia e Segurança da Informação .


Patrocinadores  





Apoio




5

1


Parceiros de mídia  







Transportadora Aérea Oficial